Sport tem atuação impecável e faz 3 a 0 no Náutico

28


Em uma atuação amplamente dominante e satisfatória, o Sport não tomou conhecimento do até então invicto Náutico e venceu o rival por 3 a 0, com gols de Neílton, Sander e Adryelson. O Clássico dos Clássicos, válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano, aconteceu na tarde de domingo (2), na Ilha do Retiro. O resultado fez o Leão assegurar a segunda colocação, com vaga automática nas semifinais. Agora, o time do técnico Umberto Louzer esperará por Salgueiro ou Vera Cruz.

Dono do mando, o time rubro-negro mostrou novamente muito ajuste defensivo e dessa vez apareceu com maior volume e poder de ataque, inclusive tendo hipóteses de ter feito um placar ainda maior. Mostrando muita estabilidade e segurança, Maílson foi intransponível embaixo das traves, sendo o simbolismo de mais um jogo em que o setor defensivo saiu de campo sem ser vazado. Dupla de zaga titular, Maidana e Adryelson foram substituídos no segundo tempo por Sabino, que fez sua estreia, e Rafael Thyere. Como resposta, o nível continuou sendo mantido com bastante solidez.

Pilhado no duelo, o primeiro gol do Rubro-Negro surgiu cedo. Neílton, pela segunda partida seguida, apareceu e resolveu. Grande finalização depois de entrar na área pelo lado esquerdo e fuzilar as redes adversárias. O Leão foi ensaiando o contra-ataque para fazer o segundo e se tranquilizar. Ensaiou, ensaiou, e conseguiu exercer o gran finale perto do apito para o intervalo. Em bonita combinação, a bola sobrou para Sander, que bateu forte, viu o zagueiro desviar e o goleiro do Náutico ser enganado. Bola na casinha e Sport com ótima vantagem construída em um só tempo.

Quem achava que o Sport diminuiria o ritmo e montaria em cima da vantagem se enganou. Ainda mais aceso do que na própria primeira etapa, o Maior do Nordeste ditou o ritmo do começo ao final na segunda. Consequência disso, fez mais um gol, depois de cobrança de falta de Patric. O lateral-direito acertou na cabeça do zagueiro, que subiu bonito e decretou o placar final. Além de Sabino, outro que entrou durante o duelo e fez sua estreia foi o meia-atacante Everaldo. Assim como todo o coletivo, o jogador deixou bons pormenores e não terminou o clássico com uma assistência, porque o goleiro alvirrubro fez bela defesa em finalização de Maxwell.

O elenco do Leão se reapresentará na terça-feira, quando começará a preparar a semana e a disputa da semifinal, diante dos organizados Salgueiro ou do Vera Cruz.

Comentários Facebook