Servidores de unidades do Araguaia e Xingu se reúnem com a diretoria da Polícia Civil

57


Assessoria | Polícia Civil-MT 
 

A regional da Polícia Civil no nordeste do estado, incluindo o Araguaia e Xingu, foi a segunda da semana a receber a reunião gerencial conduzida pela Diretoria da instituição nesta semana. Na manhã desta sexta-feira (26.02), em Confresa, (1.160 km a nordeste de Cuiabá), o delegado-geral Mário Resende se reuniu na Câmara Municipal de Vereadores com delegados, investigadores e escrivães chefes e outros servidores lotados nos 11 municípios da Regional de Vila Rica.

Integram a circunscrição da Delegacia Regional os municípios de: Vila Rica, Confresa, Luciara, Alto Boa Vista, São Félix do Araguaia, Canabrava do Norte, Novo Santo Antônio, São José do Xingu, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha e Porto Alegre do Norte.

O delegado-geral da Polícia Civil destacou as ações que vêm sendo desenvolvidas pela instituição, como elaborações de projetos para captação de recursos em busca de melhores condições de trabalho aos profissionais, como reformas nas estruturas físicas das delegacias e construções, principalmente no interior do Estado.

Durante a prestação de contas, Mário Dermeval detalhou como foi possível à Polícia Civil conseguir, em tempos de dificuldades e escassez, adquirir novas mobílias, viaturas, equipamentos, entre outros, adquiridos por meio de emendas parlamentares estaduais e federais.

“Nossos setores administrativos trabalham diariamente na busca de meios e parcerias para obter melhores condições de trabalho para os policiais civis que atuam na ponta. Nossa pretensão é conquistar cada vez mais delegacia digna para que nossos profissionais possam exercer suas funções e atribuições de forma honrosa”.

O coordenador do Centro de Tecnologia da Informação (COTI), investigador Fábio Ferreira, apresentou os novos produtos tecnológicos que a Polícia Civil está disponibilizando para os servidores e para o público em geral. Ele pontuou sobre a implantação e funcionalidade do inquérito policial eletrônico integrado com o sistema do Poder Judiciário, por meio do Processo Judicial eletrônico (PJe), e que oferece mais celeridade e transparência nas investigações policiais, além da economia em papel.

Kits biométricos

Na oportunidade, as delegacias da regional receberam os equipamentos para a coleta da biometria e assinatura digital, composto por câmera com sensibilidade, que já faz o recorte da fotografia sem a necessidade de tratamento, leitor biométrico para leitura das digitais e um pad, utilizado para coletar a assinatura de forma eletrônica e digital, além de um computador e um no-break para armazenar o sistema.

Com os coletores biométricos não será mais necessário coletar as assinaturas físicas das partes envolvidas, sejam vítimas, testemunhas ou suspeitos. Os novos equipamentos de leitores contemplarão 100% dos cartórios e gabinetes de delegados, das onze cidades da região de Confresa.

Conforme o delegado regional, Marcos Aurélio Dias Leão, a reunião é um momento importante, principalmente para informar sobre as ações da gestão e esclarecimento sobre o inquérito eletrônico. “Com esse novo sistema interligado ao PJe, e agora com as assinaturas digitais, assinaturas biométricas, tudo isso facilitará todo o trabalho dos servidores dessas unidades, evitando gastos necessários de papel e vários outros obstáculos que agora serão superados, bem como dinamizará e muito o trabalho dos policiais, principalmente daqueles que trabalham diretamente nos cartórios na questão de oitiva, investigação”, destacou Leão.

O delegado regional acrescenta ainda que a facilidade proporcionada essa nova tecnologia realmente vai ser um avanço para a Polícia Civil, principalmente ao polo que abrange a região do Araguaia e Xingu. “Além de ser uma facilidade enorme, trará motivação aos policiais e na qualidade e eficiência no trato com os procedimentos policiais. Essa atenção da diretoria motiva ainda mais os policiais que aqui estão, distante do grande centro urbano, e que muitas vezes se sentiam abandonados pela instituição. A Polícia Civil tem melhorado bastante e a nossa esperança é que assim possamos contribuir, dando sempre uma resposta positiva para a sociedade no combate à criminalidade de forma mais eficiente e qualitativa”, destacou o delegado regional.

Foto: Rodrigo Ibiapino Morais – IPC-MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook