Secretário visita as obras da Escola Técnica de Campo Verde e anuncia mais recursos para a unidade

56


Durante visita às obras da Escola Técnica Estadual (ETE) de Campo Verde (distante à 140 km de Cuiabá), o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, anunciou que para este ano o Governo de Mato Grosso, já disponibilizou o aporte de mais R$ 4 milhões para dar prosseguimento nos serviços.

A obra, que estava paralisada há quatro anos devido a falta de repasse do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi retomada em dezembro de 2020, graças à destinação imediata de recursos estaduais na ordem de R$ 2 milhões. Na época a unidade tinha menos de 20% de serviços realizados e agora está com quase 40%.

Borgato ressaltou a importância de investir em qualificação profissional para o desenvolvimento da região.

“Essa é uma obra que poucos tinham esperança de ver acontecer, mas o governador Mauro Mendes trabalha pela realização dos anseios dos municípios, especialmente de Campo Verde, que é importantíssimo para nosso Estado. Assim, retomamos a obra que segue a todo vapor e hoje anunciamos mais um aporte de recursos, de R$ 4 milhões para esse ano. Cremos que em 2 ou 3 meses vamos ver essa obra muito mais avançada”, falou.

De acordo com o prefeito de Campo Verde, Alexandre Lopes, que acompanhou a visita técnica na unidade, a expectativa é atrair mais investidores e empresas, a partir da oferta de mão de obra qualificada para a industrialização da cidade.

“Estamos muito satisfeitos e animados em ver a presença do Estado mais uma vez aqui. Agradecemos imensamente à Seciteci, ao Governo do Estado, e o resultado é esse: é a continuidade de uma obra de fundamental importância para Campo Verde. Precisamos disso, pois vamos formar pessoas para fazer frente com as possíveis indústrias que virão”, disse.

Camila Paulino

Ao todo, serão investidos cerca de R$ 9 milhões para a construção da unidade, que terá capacidade para atender 1.400 alunos. A escola terá área total de 5.577 metros quadrados, contará com 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de vivências (refeitório e jardim) e salas para o administrativo pedagógico.

A ETE de Campo Verde é construída pelo Governo do Estado com recursos do FNDE. Os primeiros convênios foram firmados em 2008, contudo, foram cancelados. Lançadas oficialmente em 2010, as obras foram paralisadas em 2012, com poucos serviços realizados. De lá pra cá, outras diversas retomadas foram anunciadas, porém canceladas poucos meses depois.

Em junho de 2015, um novo convênio foi firmado, garantindo a realização da obra que foi retomada em 2016, porém interrompida cerca de seis meses depois pelo Governo Estadual. Desde 2017, nenhuma ação tinha sido realizada para dar andamento à construção.

Comentários Facebook