O bairro Dom Aquino tem nova presidente: Dona Marlene Rosa obteve 709 votos e foi a grande vencedora de acirrada eleições

238

 

Após mais de uma década de abandono, o bairro Dom Aquino, elegeu nova presidente da Associação de Moradores do Bairro

Deise [de chapéu], amiga de infância e outras duas pessoas. [Foto: Joacir Hermes]

CUIABÁ/MT – Relativamente novo, o bairro Dom Aquino foi criado, isto mesmo, criado, por força da Lei Municipal nº 1.315/73, de 22 de agosto do 1973, editada pelo prefeito João Villanova Torres, que extinguiu nominalmente seis antigos bairros [Aldeia, Areal, Barcelos. Cruzinha, Morro do Tambor e Várzea Ana Poupino] e criando o Bairro Dom Aquino. O bairro teria completado então no último mês de agosto 48 anos de existência e não comemoraria aniversario na mesma data em que Cuiabá celebra, como sempre pregou a antiga diretoria, comandada por senhor Cândido, que inclusive, editou informativo onde consta a informação, de que o bairro Dom Aquino teria sido fundado em 08 de abril de 1978, época em que o Projeto CURA, pavimentou 100% do bairro e teria apenas 43 anos de existência. O Projeto CURA não tem absolutamente nada a ver com fundação ou criação do Bairro Dom Aquino.

A campanha que durou cerca de sessenta dias, foi marcada por reclamações de moradores e denúncias contra ex-presidentes do bairro. Contra o senhor Cândido, pesam acusações de nada ter feito em favor do bairro, apesar de ter ficado muito tempo à frente da Associação de Moradores do bairro. Na verdade, isso não é privilégio do bairro Dom Aquino, acontece em praticamente todos os 180 bairros da Capital, segundo palavras do senhor Édio Martins, presidente da UCAMB.

A medida que a corrupção em todos os níveis e setores da sociedade brasileira ficam impunes, nos bairros as coisas ficam muito piores, pois as associações de bairros são os elos de ligação das comunidades com as autoridades públicas, sejam elas municipal, estadual ou federal. Os bairros são cada vez mais usados como trampolim para projetos políticos, para enriquecimento pessoal e por vereadores que transformam bairros, em verdadeiros “currais eleitorais”, comprando votos das pessoas com benesses conseguidas com o próprio dinheiro público, que deveriam ser usados para beneficiar a população mais vulnerável.

Essas eleições ocorridas ontem, domingo, 19, no Centro Comunitário do Bairro Dom Aquino, foram al ultimas realizadas de forma individual.  O bairro Dom Aquino esteve por muito tempo desfiliado da UCAMB e por isso, essa Diretoria eleita, recebeu esse mandato tampão de dois anos, de janeiro de 2022 a dezembro de 2023, sendo que em novembro de 2023, ocorrerão eleições simultaneamente em todos os bairros de Cuiabá filiados à UCAMB, na mesma data e horário. Mais de mil moradores compareceram ao Centro Comunitário e deram seu voto de confiança para o candidato de sua preferência. A CHAPA VENCEDORA FOI A NÚMERO 3, que teve como candidata a presidente, dona Marlene e a vice-presidente, o professor Lucio.

BACUBUFU NO KATEREFOFO

Não presenciei tal fato, mas ouvi vários comentários a respeito: Moradores comentavam que pouco depois de iniciada a votação, por volta de 9h30, 9h45, a Policia Militar teve sua presença solicitada no local, tendo em vista que uma pessoa, supostamente um assessor do vereador Renivaldo, que tem base eleitoral no bairro, estaria no local armado e, não teria o porte de arma. A Policia Militar teria feito as devidas checagens e nada foi encontrado. Nem com o suspeito, que disseram, ser policial militar aposentado e nem em seu carro, que foi revistado. O período de votação, com exceção a esse episódio, ocorreu dentro da normalidade.   

Galeria de Imagens [acervo pessoal: Joacir Hermes]                                                                 

Comentários Facebook