Luis Miranda pode ser preso por falsa acusação contra Bolsonaro

45

 

Pedido de investigação foi enviado ao STF

Pierre Borges – 21/07/2021 14h48 | atualizado em 21/07/2021 15h35 

Nesta terça-feira (20), a Polícia Federal solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o deputado Luis Miranda seja investigado por possível denunciação caluniosa contra o presidente Jair Bolsonaro. Caso a investigação condene o parlamentar, Miranda pode pegar de 2 a 8 anos de reclusão.

O pedido foi feito inicialmente pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, ao Ministério da Justiça. Por sua vez, o ministro da Justiça, Anderson Torres, acatou a solicitação de Ramos e encaminhou-a ao Supremo.

Leia também

1 Carlos Bolsonaro diz que o PT financia ditaduras na América
2 Caminhoneiros podem iniciar paralisação neste domingo
3 ‘Era hipérbole quando falei de virar jacaré; podia virar bambi”
4 Bolsonaro volta a dizer que não sabe se será candidato em 2022
5 Bolsonaro diz que desbloqueará toda a verba dos ministérios

Luis Miranda acusa Bolsonaro de ter prevaricado no caso Covaxin. Ele e o irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, afirmam ter se reunido com Bolsonaro em março deste ano para comunicar supostas irregularidades no contrato de compra de vacinas do laboratório indiano Bharat Biotech, mas que o presidente não tomou nenhuma providência, o que se configura prevaricação.

Comentários Facebook