Vaaaii, Dou-ra-do!!!” Com gol de ex-corintiano, Cuiabá quebra invencibilidade do Corinthians

54
Roger Guedes, foi um dos melhores do Corinthians, mas foi bem marcado pelo time do Cuiabá [Lance!.com]

Assim como foi na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO na última rodada, a lista de ausências do líder da competição foi grande e o Cuiabá jogou para vencer.

Notícias ao Minuto Brasil 07/06/22 07:45 ‧ HÁ 11 HORAS POR ESTADAO CONTEUDO    –    ESPORTE CORINTHIANS 

O técnico Vítor Pereira teve que novamente escalar um Corinthians com muitos desfalques no confronto diante do Cuiabá, nesta terça-feira, às 21h30, na Arena Pantanal, pela décima rodada do Brasileirão. Assim como foi na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO na última rodada, além de que o Cuiabá marcou seu gol no 1º Tempo e soube segurar o resultado.

O treinador português, que vem adotando um esquema de rodízio no time, justamente com o intuito de evitar muitas lesões e o desgaste físico do elenco, teve a volta do zagueiro Raul Gustavo que era prevista para a próxima partida. O defensor havia desfalcado o time por testar positivo para a covid-19, mas já foi liberado pelo departamento médico.

O volante Maycon, um dos destaques do time no ano, cumpriu suspensão na última rodada, mas será desfalque por um incômodo no músculo adutor da perna direita. O lateral-direito Fagner, o zagueiro João Victor e o meia-atacante Willian também não foram a campo. Os jogadores ainda estão em processo de transição para voltar a jogar.

Questionado após a vitória sobre o Atlético-GO sobre o que poderia melhorar no time, o treinador português salientou a importância de zerar a lista de desfalques.

“A melhorar? São os sete jogadores que estão lesionados voltarem. Não melhoramos automaticamente. É recuperar esses jogadores, que são importantes”, disse.

O time “Mosqueteiro” com a derrota para o Cuiabá, permanece com 18 pontos, e poderá perder a liderança para para o vice Palmeiras e o terceiro colocado Atlético-MG, ambos com dois pontos a menos, porém, ainda jogam na noite hoje.

Em uma partida com mais de 22 mil torcedores presentes na Arena Pantanal e arrecadação de quase 2 milhões e que começou movimentada, com duas chances para o Cuiabá em menos de cinco minutos de jogo, ambas com André Felipe. Gustavo Silva teve cabeçada defendida pelo goleiro João Carlos pouco depois. O jogo esfriou e, em saída errada do Corinthians, aos 36 minutos do 1º tempo, Uendel aplicou a lei do ex e fez um golaço contra seu ex-time, com chute de longa distancia.

No intervalo, Vitor Pereira realizou quatro modificações, mudando a formação com três zagueiros para 4-3-3, tentando também melhorar a saída de meio campo. No entanto, a evolução do time foi pequena, e o placar manteve-se inalterado – Valdívia acabou expulso já nos acréscimos por falta dura em Mantuam, em lance que o VAR chamou a atenção do árbitro, que havia somente aplicado  o cartão amarelo ao jogador do Cuiabá.

Interessante, como o VAR só intervém contra o Cuiabá. A favor nunca. Poderia perfeitamente interver no lance em que um jogador do Internacional empurrou claramente, com as duas mãos,  Valdívia dentro da área do Inter e depois chamou para marcar pênalti com que o time gaúcho empatou a partida. Ou como lá no Morumbi, onde segundo o comentarista, Casagrande, o Cuiabá foi vergonhosamente roubado.

Com a vitória, o Cuiabá sai, ao menos temporariamente da zona de rebaixamento do Brasileirão e encerra uma série de seis partidas sem vencer. O time de Mato Grosso não promover a estreia do técnico português, António Oliveira, com passagem pelo Athletico-PR, que não teve seu nome divulgado a tempo no BID da CBF.

Comentários Facebook