UFMT ofertará vagas específicas para egressos de escolas estaduais quilombolas

277
192 alunos quilombolas cursaram o 3º Ano do Ensino Médio em 2016 – Foto por: Mayke Toscano/Seduc-MT

192 alunos quilombolas cursaram o 3º Ano do Ensino Médio em 2016

Visando à inclusão e o acesso ao ensino superior, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) prepara para o ano letivo de 2017 o primeiro vestibular específico para estudantes quilombolas do estado. Serão 100 vagas disponibilizadas e distribuídas por todos os cursos ofertados na instituição.

O processo seletivo é fruto de uma política instituída pelo Programa de Inclusão de Estudantes Quilombolas (Proinq), idealizado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFMT. Em Mato Grosso, cinco municípios recebem a educação quilombola, frente trabalhada pela Superintendência de Diversidades Educacionais da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT).

De acordo com Admilson de Assunção, da coordenadoria de Diversidades, 192 alunos quilombolas cursaram o 3º ano do Ensino Médio em 2016. A expectativa é de que todos participem do processo seletivo, além daqueles que já concluíram os estudos e não tiveram a oportunidade de ingressar no ensino superior.

A maior demanda está no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste de Cuiabá). Só na escola quilombola Verena Leite de Brito, são 136 estudantes que cursaram o 3º ano em 2016.

O Proinq será coordenado pela Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Prae), que será responsável pelo processo seletivo diferencial e pela gestão das vagas durante o período. Os estudantes podem se inscrever em 106 cursos de graduação ofertados pela UFMT.

O edital está em fase de preparação. Mais informações sobre o vestibular serão divulgadas no decorrer dos próximos dias. A expectativa é de que a prova ocorra um mês antes do início do ano letivo de 2017 da instituição.

Comentários Facebook