Sobrevivente de tragédia em Mariana é encontrado entre vítimas de Brumadinho

323

Soldador Eridio Dias sobreviveu a tragédia em Mariana, mas acabou sendo uma das vítimas fatais em Brumadinho
Reprodução/ Facebook

Soldador Eridio Dias sobreviveu a tragédia em Mariana, mas acabou sendo uma das vítimas fatais em Brumadinho

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais localizou no início da semana o corpo do soldador Eridio Dias, de 32 anos, uma das vítimas do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho (MG). De acordo com a família, o funcionário da Vale havia sobrevivido à tragédia em Mariana, em 2015, onde também houve o rompimento de uma barragem.

Luzia Aparecida Felipe, tia de Dias, contou em uma rede social que em 2015, ano da tragédia em Mariana, o soldador estava na hora do almoço e o restaurante não foi atingido pela lama. Desta vez, em Brumadinho
, ele almoçava no refeitório da Vale, um dos primeiros lugares atingidos pelos rejeitos.

“É com o coração partido que estou compartilhando com meus amigos a notícia que nos abalou desde o dia 25 de Janeiro, o desaparecimento de Eridio Dias, vivemos os piores dias de angústia. Depois de tanta tristeza, a esperança era de dar a ele um enterro digno e que o que restou dele pudesse ficar perto de nós. Hoje [19/03] recebemos a notícia que o corpo foi encontrado, não importa o q foi encontrado, mesmo q seja um fio de cabelo…, mas a alma é perfeita e vamos poder se despedir dele amanhã na Igreja em São Bartolomeu”, escreveu Luzia em uma rede social.

Nesta terça-feira, a Defesa Civil de Minas Gerais atualizou para 209 o número de mortos na tragédia do último dia 25 de janeiro. De acordo com as autoridades, 97 pessoas ainda estão desaparecidas.

Balanço anterior, divulgado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), relacionava 99 desaparecidos. Em nota, a Defesa Civil explicou que dois nomes foram retirados da lista porque se descobriu que uma das pessoas tinha morrido antes do desastre e a outra teria documentos inconsistentes. 

Até o momento, foram localizadas 395 vítimas do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, explorada pela Vale. A força-tarefa que atua no local chega ao seu 55° dia com um efetivo de 137 bombeiros, divididos em 15 frentes de trabalho distintas. As atividades são realizadas com o auxílio de 76 máquinas pesadas, dois drones e um helicóptero do modelo Arcanjo.

A assessoria de imprensa do CBMMG informou que, na manhã desta quarta-feira (20), representantes da corporação reuniram-se com parentes das vítimas para comunicar resultados das buscas e esclarecer dúvidas. Durante o encontro, encerrado por volta de 12h30, a corporação também corrigiu dados incorretos que têm sido espalhados por meio de fake news (notícias falsas).

A tragédia de Brumadinho
ocasionou, além da morte de moradores da cidade, a contaminação do Rio Paraopeba, que passou a apresentar nível de cobre 600 vezes maior do que o normal, conforme apurou a Fundação SOS Mata Atlântica. O rio era responsável por 43% do abastecimento público da região metropolitana de Belo Horizonte.

Comentários Facebook