Remap: a reprogramação de mapas que transforma carros em supermáquinas

406

 

A mudança traz mais desempenho e segurança a modelos nacionais e importados

Robson Fraga

Ter um carro esportivo é o sonho de muitos meninos mundo afora. Para alguns deles, uma realidade quando se tornam adultos. Estética chamativa, ronco alto e desempenho sem igual são características fundamentais.

Kassen Ali Hammoud, 43 anos, é um destes aficionados pelas supermáquinas. Dono de um Porsche 911, ano 2021, sempre gostou de carros. Uma paixão construída ainda na infância.

“Sonho desde criança. Sempre gostei de carro. Meu pai tinha uma loja de carros e eu sempre quis ter o meu”, conta.

A compra do carro foi só o primeiro passo. Kassen queria mais: mais desempenho, respostas mais rápidas, melhor dirigibilidade e segurança. Enfim, alta performance. Foi então que decidiu mexer na reprogramação do motor, fazer o chamado remap.

“Nós gostamos de velocidade, torque, motor mais ‘brabo’, de uma resposta mais rápida do carro e o remap de qualidade nos entrega isso. O carro fica muito melhor”, disse Kassen Hammoud.

Remap

A reprogramação do mapa (remap) é uma alteração no software responsável pela administração do motor e de toda a parte eletrônica do veículo. Um programa inserido na central eletrônica de injeção (ECU) que permite a otimização do desempenho aumentando a potência e o torque, proporcionando maior esportividade ao veículo.

“Todo veículo pode ser melhorado. Acessamos a central, fazemos a leitura e depois criamos um novo software para alta performance. Conversamos muito com o cliente para entender exatamente o que ele quer. Ai, fazemos um projeto de engenharia eletrônica para atender estes objetivos empregando o que há de mais moderno em termos de tecnologia e segurança”, explicou Israel Brum Alencastro, sócio da Perfortech Motor Sport, empresa cuiabana.

Remap x Chipagem

Muita gente pergunta qual a diferença entre o remap e a ‘chipagem de motor’. Se liga então: o remap é a mudança do software da unidade eletrônica nativa que gerencia o motor de maneira que altera os parâmetros originais sem a necessidade de instalação de módulo extra. Já a ‘chipagem’ atua através da instalação de um Chip , módulo suplementar, que trabalha em conjunto com a central eletrônica do veículo, alterando alguns parâmetros de operação.

Vale lembrar que a manutenção do veículo segue a recomendação expressa no manual do proprietário emitido pelas montadoras.

Perfortech

A Perfortech Motor Sport nasceu em 2015, dentro da oficina Regescap Auto Center; empresa familiar, com 39 anos de atuação em Cuiabá e Várzea Grande. Seus fundadores, Hedio Carloto e Israel Alencastro, decidiram oferecer o que há de melhor em alta performance com qualidade para seus clientes.

“Trabalhávamos com acessórios para melhorar os carros. Como os veículos começaram a vir de fábrica mais completos, decidimos viajar, conhecer pessoas e estudar muito para mexer com a parte eletrônica dos veículos. Inicialmente, tínhamos parceiros estrangeiros que auxiliavam na reprogramação. E em 2016, começamos a produzir nosso próprio software”, disse Carloto.

O empresário explica que superesportivos já vem de fábrica com motores preparados para maior desempenho, mas os fabricantes os limitam por questões mercadológicas. Carros da Audi, Porsche, BMW, Jaguar e Mercedes Benz, por exemplo, podem oferecer muito mais do que a montadora disponibiliza aos clientes.

“Os motores destes carros podem oferecer muito mais potência. Isso não é feito por questão comercial para que as montadoras atendam uma maior gama de clientes oferecendo preços mais convidativos. Também, para que com novos ajustes elas possam apresentar novidades a cada nova edição de um determinado modelo. O que fazemos é a calibração do módulo para extrair o máximo de performance”, explica Carloto.

A empresa ganhou Know-how e hoje distribui seu software para mais de 30 representantes no Brasil e para vários países. O programa é instalado de forma remota, via internet. O original do carro é criptografado e transmitido para a Perfortech que faz as alterações e o reenvia a seus representantes para que façam a nova instalação nos veículos.

“Em 2016, começamos a desenvolver nosso próprio software. Viajamos o Brasil levando e adquirindo conhecimento aos nossos representantes e parceiros. Em 2017, fomos contratados para o nosso primeiro projeto internacional e nos anos seguintes continuamos realizando projetos mundo afora. Em 2021, fomos contratados para ir Abu Dhabi/Dubai para realizar um projeto especial em conjunto com a equipe RRhamani Performance. Somos gratos a nossos parceiros e clientes”, concluiu o empresário.                                                                                             

“Sonho desde criança. Sempre gostei de carro. Meu pai tinha uma loja de carros e  eu  sempre quis ter o meu”, conta, Kassen Ali Hammoud, 43 anos, Dono de um Porsche 911, ano 2021. [Imagem: Robson Fraga]
Comentários Facebook