Policiais civis prendem dois homens por violência doméstica e familiar em Porto Alegre do Norte

26

Dois homens acusados de agredir as ex-companheiras no final de semana, foram presos pela Polícia Civil, no município de Porto Alegre do Norte (1.125 km a nordeste de Cuiabá), durante atendimento duas ocorrências policiais.

Na madrugada de sábado (04.06) a primeira vítima de 43 anos acionou a Delegacia de Polícia pelo celular da equipe de plantão, pedindo socorro pois o seu ex-companheiro havia pulado o muro da residência e estava batendo na porta e janelas querendo invadir. 

Ocorre que o suspeito de 43 anos estava com raiva e ameaçando a ex-mulher de morte, pois no dia anterior, sexta-feira (03), ela havia registrado boletim de ocorrência de violência doméstica e familiar.

Diante dos fatos os policiais civis foram até a casa da vítima, e encontraram o suspeito pelo lado de dentro do muro da casa visivelmente embriagado. O homem foi detido e encaminhado para Delegacia de Polícia.

O conduzido foi autuado em flagrante por ameaça no âmbito da Lei Maria da Penha. A mulher também foi ouvida e representou criminal pelo crime de ameaça em desfavor do preso.

OUTRA PRISÃO

No final da tarde de sábado (04.06), os policiais civis de Porto Alegre do Norte foram acionados pela vítima de 34 anos, a qual relatou que foi procurar o ex-marido para confirmar se ele iria mesmo cuidar da filha do casal.

Conforme narrativa da mulher, o suspeito de 48 anos disse a ela que não cuidaria da filha, bem como a criança poderia ser jogada na represa que o mesmo não se importaria.

Em seguida ele passou a ofender a ex-mulher e a agrediu fisicamente com socos, empurrões, além de ameaçar de morte. A irmã do suspeito foi quem chegou no local e interveio para cessar a violência.

Diante dos fatos a equipe localizou o suspeito, que foi conduzido para esclarecimentos. No interrogatório o suspeito negou a versão apresentada pela vítima. Ele foi autuado em flagrante por ameaça e lesão corporal, bem como a vítima representou pelas medidas protetivas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook