Polícia Civil prende pedófilo por estupro de vulnerável de quatro vítimas

11

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Nova Olímpia (207 km ao Norte) cumpriu, nesta sexta-feira (27.09), o mandado de prisão preventiva contra um pedófilo acusado de abusar sexualmente de várias crianças do seu convívio. Durante as investigações, foi descoberto que suspeito, J.R.T.S., 49, praticou estupro de vulnerável contra, pelo menos, quatro sobrinhas e continuava a molestar outras vítimas menores de idade.

As investigações iniciaram há cerca de 30 dias, quando a mãe de uma das vítimas procurou a Delegacia de Nova Olímpia, relatando ter descoberto que o suspeito abusou sexualmente da filha dela, de apenas 3 anos de idade. A partir dos trabalhos investigativos, os policiais civis chegaram a outras vítimas que também foram abusadas pelo suspeito, totalizando até o momento quatro vítimas identificadas.

Algumas das vítimas, atualmente são maiores de idade, porém os abusos ocorreram quando elas tinham entre 5 a 13 anos de idade. Segundo os relatos, o suspeito se passava por um “tio legal”, que sempre brincava e oferecia doces, presentes e dinheiro para as meninas, para que pudesse praticar os atos libidinosos com elas.

Os abusos praticados pelo suspeito eram diversos, como sentar a vítima em seu colo, acariciar suas partes íntimas e colocá-las para assistir filme pornográfico com ele. Apenas com uma das vítimas o suspeito chegou a consumar a conjunção carnal. As vítimas maiores de idade relataram que os abusos eram constante e que resolveram denunciar o tio após descobrir que ele continuava abusando de outras crianças.

Durante os trabalhos, as vítimas foram ouvidas por mulheres, para que se sentissem mais à vontade para relatar os fatos e todas confirmaram os abusos praticados pelo suspeito. Com base nos levantamentos, o delegado de Nova Olímpia, Adil Pinheiro de Paula, representou pelo mandado de prisão do suspeito, o qual foi decretado pela 3ª Vara Criminal de Barra do Bugres.

O suspeito teve a ordem de prisão cumprida nesta sexta-feira (27) em sua residência no bairro Ouro Verde, em Nova Olímpia. Segundo o delegado, as investigações continuam uma vez que é possível que existam outras vítimas de abusos praticados pelo suspeito.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook