Polícia Civil prende 13 pessoas, entre elas adolescentes, envolvidas em roubos de veículos

28

Assessoria | Polícia Civil-MT     

Após dias ininterruptos de investigação, a Polícia Civil do município de Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) desarticulou uma quadrilha responsável por vários roubos de veículos praticados na região. Seis adultos foram presos e sete menores de idade apreendidos e diversos produtos roubados, como televisores e equipamentos, drogas e armas de fogo também apreendidos.

A partir da apuração do roubo de dois veículos ocorridos na semana passada, quando foram levados uma camionete S10 e uma Saveiro, a investigação da Delegacia de Pontes e Lacerda chegou aos autores dos crimes que foram também identificados em outras ocorrências da mesma natureza. 

No domingo (17.05) os policiais civis abordaram, inicialmente, três pessoas, sendo dois menores de 15 e 17 anos, no Jardim Alto da Glória, Com eles foram localizados objetos proveniente dos roubos. Entrevistados, os suspeitos assumiram as acusações e indicaram os outros comparsas.

Continuando as diligências, os policiais civis foram até um endereço no centro de Pontes e Lacerda, onde mais três integrantes (um homem, uma mulher e um adolescente) foram abordados em posse de um revólver calibre 32 e uma planta de maconha cultivada no local. Em outra residência, também na região central, foram localizados mais dois adolescentes com parte dos objetos roubados das vítimas.

Já na segunda-feira (18.05) os outros integrantes do grupo criminoso foram presos em flagrante por receptação. Ao serem abordados, eles indicaram os receptadores, que foram localizados e os produtos recuperados. 

Conforme a delegada de Pontes e Lacerda que coordenou as ações, Lizzia Kelly Ferraro Noya, os 13 envolvidos identificados responderão pelos crimes e atos infracionais correspondentes a receptação, associação criminosa, corrupção de menores, roubo, posse irregular de arma de fogo e uso de drogas. Um deles, autuado por receptação culposa, foi ouvido e liberado. 

As investigações continuam para esclarecer todos os crimes praticados pelo grupo.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook