Polícia Civil investiga sobrinho que se apropriava de aposentadoria de casal de idosos

33

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Delitos Contra a Pessoa Idosa (DEDCPI), recuperou documentos e cartões bancários de um casal de idosos que tinha a aposentadoria apropriada por um sobrinho. O suspeito responderá em inquérito policial pelos crimes de retenção indevida de cartão magnético ou outro documento, apropriação indébita, abandono material e maus-tratos contra a pessoa idosa.

As investigações iniciaram após um advogado vizinho das vítimas perceber a situação e denunciar o caso na DEDCPI. Segundo as informações, o sobrinho se apropriou da aposentadoria do tio e de sua esposa, também idosa, além de reter seus documentos e cartões.

Diante da situação de hipervulnerabilidade, o idoso era obrigado a cartar latas na rua para sobreviver, uma vez que o sobrinho comprava apenas alimentos básicos para o casal se alimentar, sem oferecer quaisquer outros cuidados como saúde e higiene.

Imediatamente após a comunicação dos fatos, os policiais da Delegacia do Idoso iniciaram as diligências, conseguindo a recuperação dos documentos e cartões do casal, que serão restituídos ao casal na tarde desta quinta-feira (27).

O delegado da DEDCPI, Vitor Chab Domingues, instaurou inquérito policial contra o sobrinho do casal pelos crimes de retenção indevida de cartão magnético ou outro documento, apropriação indébita, abandono material e maus-tratos contra a pessoa idosa.

“As investigações seguem em andamento no inquérito policial, sendo mais um caso de vítimas hipervulneráveis que estavam sofrendo com este crime corriqueiro, que ocorre silenciosamente no seio familiar. A Delegacia do Idoso conseguiu interromper os atos desse sobrinho, conseguindo recuperar os bens das vítimas, trazendo a sensação de segurança para estes idosos”, disse o delegado. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook