Polícia Civil detém 6 envolvidos em esquema de venda ilícita de postes de energia em Jaciara

105

Assessoria | PJC-MT

Seis pessoas, sendo cinco funcionários da empresa Energisa e um empresário do ramo de restaurantes e hotelaria, foram presas pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (28.03) em Jaciara (144 km ao Sul). Os suspeitos estavam envolvidos em um esquema de desvios de postes de concreto de energia elétrica para revendas.

Os funcionários, A.S.L. de 32 anos, A.R.M.D., E.F.P., M.F.M, e E.S.F. foram presos pelo crime de apropriação indébita. O dono do restaurante, E.M.C. de 36 anos, foi indiciado pelo crime de receptação.

As diligências iniciaram depois do representante da empresa Energisa Soluções e Construções procurar a Polícia Civil, para denunciar  o restaurante “Estradeiro”, situado às margens da Rodovia BR 364, que estava vendendo sem autorização, cinco postes da empresa pelo valor de R$ 250 cada.

De acordo com comunicante, o proprietário do restaurante disse que emprestou o espaço a pedido dos funcionários da Energisa. O representante da empresa estranhou o fato, pois não havia obras naquela região, tendo apenas no centro da cidade de Jaciara.

Conforme apurado, os cinco funcionários utilizaram um caminhão da própria empresa com rastreador, para fazer a entrega dos postes ao empresário, E.M.C., o qual era quem negociava os postes a terceiros. 

Diante dos fatos e indícios de crime, os policiais civis localizaram os cinco funcionários e o empresário, que foram conduzidos à Delegacia de Jaciara,  e ouvidos pelo delegado Claudemir Ribeiro de Souza.

Após interrogatórios os funcionários foram autuados por apropriação indébita e o empresário responderá por receptação. Por se tratar de crimes afiançáveis, cada funcionário suspeito efetuou o pagamento da fiança no valor de R$ 1 mil e o empresário pagou a fiança arbitrada em R$ 5 mil.

Os envolvidos responderão ao inquérito policial em liberdade.

 

Comentários Facebook