Polícia Civil cumpre mandados contra segundo envolvido em crimes sequestro, estupro e cárcere privado

19


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher do município, cumpriu na manhã desta quarta-feira (07.04) dois mandados, sendo um de prisão preventiva e outro mandado de busca e apreensão domiciliar, contra um dos autores do grave crime cometido no início do mês de março.

As duas ordens judicias são partes de conclusão do inquérito policial instaurado pela especializada para apurar uma ocorrência de sequestro, cárcere privado, estupro, lesão corporal, roubo e ameaça, cometido contra uma jovem de 25 anos no município.

O fato ocorreu na manhã de 04 de março, quando a vítima foi rendida por dois homens, no momento em que saia de sua casa no bairro Vila Birigui para trabalhar. A vítima foi obrigada a retornar para a residência, onde ficou mantida como refém por dois dias, sendo abusada sexualmente, ameaçada e teve parte do cabelo cortado. Logo após os fatos um dos suspeitos foi preso em flagrante por envolvimento no crime.

Dando continuidade as diligências para esclarecer o crime, os policiais civis da DEDM de Rondonópolis conseguiram qualificar o segundo envolvido na ação criminosa, identificado como o genro do primeiro preso em flagrante. 

Conforme o delegado que conduz o inquérito, Fernando Fleury, durante o trabalho de apuração foi descoberto que na época, o segundo suspeito fazia uso de tornozeleira eletrônica, porém alguns dias antes do crime havia violado o equipamento de monitoramento. 

“Por essa razão, a Justiça decretou a prisão do investigado pela regressão do regime de pena. Poucos dias depois do crime ele foi recapturado. Na manhã desta quarta-feira, o mandado de prisão preventiva que foi deferido com relação ao inquérito que tramita da DEDM, foi cumprido na unidade prisional em que o suspeito encontra-se”, destacou o delegado.

Já o segundo mandado judicial (busca e apreensão domiciliar) foi cumprido pela equipe na casa em que o suspeito morava. No imóvel foram localizadas várias bijuterias e peças de roupa feminina que foram reconhecidas pela vítima. Os objetos apreendidos irão subsidiar o inquérito policial que encontra-se na fase de conclusão com indiciamento dos autores do crime. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook