PF deflagra operação Circumitus para investigar esquema de fraudes na Educação e Infraestrutura

83

PF deflagrou a operação Circumitus¹ para investigar esquema de fraudes na Educação e Infraestrutura.

JB News

Por Denise Niederauer

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (20.10) a Operação Circumitus, com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF) para desarticular fraudes e desvio de recursos públicos na execução de programas do Governo Federal em Cuiabá, e em Campo Novo do Parecis (400 Km da capital).

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na sede da Empresa Protege, no Jardim Califórnia, e na residência do dono da Empresa. Em Campo Novo do Parecis, no Instituto Federal de de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) e nas residências e na sede da prefeitura. Segundo informações, nos endereços na capital e no interior estão sendo cumpridos 12 mandados. Os recursos desviados é de aproximadamente R$ 4,8 milhões esse é o prejuízo apontado pela Controladoria Geral da União (CGU).

A Operação deflagrada pela PF em MT, conta com a participação de 44 policiais federais e também de três servidores da CGU. Durante as diligências, o proprietário da empresa Protege foi flagrado com arma em sua residência e foi detido em flagrante, pois não apresentou a documentação necessária.

¹ A operação a foi batizada de Circumitus, do latim, a palavra significa desvio, dar a volta, seguir outro caminho.

Comentários Facebook