MORAL E CIVISMO…CRUZADA???

581

Joacir Hermes de Amorim                                                                                 Administrador do site

Na edição de segunda-feira (11.07) do jornal A Gazeta, na página 3A – Opinião, Seção Aparte, foi publicada uma nota intitulada CRUZADA, na qual o autor conclama para uma Cruzada Republicana como intuito de acabar com a roubalheira no pais.

Diz a nota que não (nós: governos, professores, pais, família e segmentos da sociedade) não podemos deixar somente para o Ministério Público, Policia Federal e alguns magistrados (sempre à disposição para soltar bandidos, preferencialmente nos domingos e feriados) essa missão.

Pede a união de governos, professores, pais e de segmentos da sociedade. Afirma que crianças e jovens necessitam praticar com firmeza a matéria Educação Moral e Cívica que no passado formou cidadãos honestos e que precisamos acabar com os escândalos em todos os setores.

Será que o autor da nota vive em Saturno ou no Paraíso Celestial??? Senão vejamos: Ministério Público e Policia Federal, são os órgãos competentes para o combate a esses cânceres incrustados na sociedade brasileira. Pois os magistrados brasileiros estão muito mais a favor do lado ruim da sociedade do que do lado que mais necessitam de seus préstimos. Porque é comum a Policia prender e os magistrados soltarem imediatamente. Há mas são as brechas na lei que favorecem os bandidos! Tá, mas será que não uma única brecha que possa ser usada para mante-los presos??? Essas brechas nas leis são beneficiam bandidos???

Unir governos? Os governos só se unem em beneficio próprio, ou seja, para roubarem os cidadãos, o povo, que pagam impostos.

Não é o povo que tem que acabar com a corrupção e os maus costumes no Brasil. São os maus políticos, eles a institucionalizaram.

Como é que os nossos jovens irão praticar uma coisa que não conhecem??? Há muitos anos disciplinas como Educação Moral e Cívica, Organização Social e Politica no Brasil e Ensino Religioso foram retiradas da grade curricular das escolas públicas brasileiras.

Anos atrás, tínhamos no currículo escolar a disciplina de “Educação Moral e Cívica”. A aula trabalhava questões relativas à sociedade. Naquela época, a Lei 869 de 12 de setembro de 1969, estabeleceu, em caráter obrigatório, como disciplina e, também, como prática educativa, a “Educação Moral e Cívica” em todos os sistemas de ensino no Brasil.

A disciplina tinha muitas finalidades, dentre elas o fortalecimento da unidade nacional e do sentimento de solidariedade humana, o aprimoramento do caráter, com apoio na moral, na dedicação à família e à comunidade e o preparo do cidadão para o exercício das atividades cívicas com fundamento na moral, no patriotismo e na ação construtiva, visando o bem comum.

Mas, os anos passaram e a disciplina foi extinta de maneira equivocada do currículo escolar.A disciplina retratada acima não queria nem adestrar nem catequizar as pessoas, mas sim, estimular a reflexão do pensamento voltado aos valores éticos e morais.

Como é que professores ou pais podem ensinar algo de bom para seus filhos, sejam jovens ou crianças, depois da criação desse maldito Estatuto da Criança e Adolescentes (ECA)???

foto_1467. [downloaded with 1stBrowser]
É isso que o ECA faz com as nossas crianças, transforma-as em marginais.
Na verdade para acabarmos com esse câncer maligno chamado CORRUPÇÃO no Brasil o povo brasileiro precisa ter vergonha na cara. Votar com consciência, procurar saber se a pessoa em quem irá votar realmente merece seu voto. Manisfestar sua indignação com os políticos de maneira que os faça pensar duas vezes antes de aprontarem suas safadezas e o principal: NÃO VENDER SEU VOTO POR R$ 30,00 OU R$ 40,00, pois depois de eleitos eles transformam esses valores em investimentos mil vezes maiores para eles.

 

Comentários Facebook