Luiz Paulo aposta em bola parada para bater Vasco em Juiz de Fora

473
Luiz Paulo Tupi-MG (Foto: Marina Proton)Homem da bola parada, Luiz Paulo será titular no sábado (Foto: Marina Proton)

Jogo complicado, contra o Vasco, líder da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida do próximo sábado, às 16h30, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, deve ser uma das mais complicadas para o Tupi-MG na sequência da competição nacional, principalmente pela diferença técnica entre as equipes. Porém, o lateral-esquerdo Luiz Paulo se apega a um fator, que pode colocar por terra o favoritismo do time carioca.

Cobrador de faltas da equipe, com um gol marcado diante do Paraná, o jogador acredita que é possível bater o Vasco, principalmente jogando em Juiz de Fora, onde a equipe vem de quatro vitórias consecutivas. Porém, na visão dele, ter um bom desempenho em faltas e escanteios pode encurtar o caminho para um triunfo no Mário Helênio.

? A bola parada é sempre um bom caminho para uma vitória. Acho que você ter um bom desempenho neste sentido é bom defensivamente, porque te livra de sofrer gols, e ofensivamente, pois te permite fazê-los, conseguir um resultado. Vamos pegar firme na bola parada com o professor Estevam (Soares), vamos reforçar isso, porque pode ser determinante sim ? disse.

O lateral lamentou o resultado negativo para o Goiás e principalmente a distância de sete pontos para o Luverdense, primeiro time fora da zona da degola. Por isso, Luiz Paulo diz que, independente da equipe encarar o Vasco, líder do campeonato, o Alvinegro só pode pensar em pontuar de novo. De preferência, com uma vitória.

? É imprescindível esta vitória contra o Vasco. Dependendo dos outros resultados, a gente pode voltar a ter três pontos de diferença para quem está fora da zona da rebaixamento. Fizemos um bom jogo contra o Goiás e não conseguimos o resultado que a gente queria. Agora é hora de pontuar de novo, aos pouquinhos a gente vai chegar e, quem sabe daqui a três, quatro rodadas, vai ter chance de sair da zona do rebaixamento de novo ? concluiu.

Comentários Facebook