Jogador francês confessa roubo de relógio de R$ 317 mil e deve ser demitido

44
Lamine Diaby Fadiga%2C jogador do Nice
Divulgação/Nice

Lamine Diaby Fadiga, jogador do Nice

O jogador Lamine Diaby Fadiga, atleta da base do Nice, confessou o roubo de um relógio de luxo do atacante Kasper Dolberg, contratação mais cara do clube na última janela. Conforme o jornal francês “L’Équipe”, o jovem de 18 anos confirmou à diretoria do time francês as suspeitas de que ele pegou o objeto avaliado em 70 mil euros (cerca de R$ 317 mil). O time iniciou um processo disciplinar que deve terminar com o desligamento do atleta, que faz parte das categorias de base da equipe.

Leia também: Após ouvir “não” de Felipão e Dorival Júnior, Cruzeiro anuncia Abel Braga

O roubo aconteceu no dia 16 de setembro, nas dependências do clube, conforme Dolberg informou à diretoria. Após o caso ganhar repercussão, Fadiga assumiu a culpa e teria pedido desculpas ao clube, a Dolberg, ao capitão Dante e ao técnico Patrick Vieira, segundo o “L’Équipe”.

Além disso, Fadiga teria prometido compensar o jogador dinamarquês pelo relógio . Até o momento, o Nice ainda não se pronunciou sobre o caso. O jogador ainda não entrou em campo pela equipe principal na temporada.

O garoto é um dos talentos da base do Nice e das seleções de base da França (Sub-16, Sub-17 e Sub-18). Ele completa 19 anos em janeiro de 2020. Ele tem seis partidas disputadas no Campeonato Francês, todas elas na temporada passada.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook