Internet News: Um celular moderno com câmara e tudo pode acontecer. Vídeo flagra mulher tomando banho no banheiro da lanchonete onde trabalhava.

A balconista Viviane Oliveira estava tomando banho no banheiro da lanchonete onde trabalhava quando percebeu que uma câmara de celular estava registrando tudo.

Segundo Viviane o vídeo foi feito no ano passado enquanto ela usava o banheiro exclusivo para funcionário da lanchonete onde trabalhava. Bem, até aí, não passou de um abusado querendo ver uma mulher tomando banho.

O pior ainda estava para acontecer. Algum tempo depois, sua filha de apenas 11 anos de idade descobre o vídeo de sua mãe tomando banho publicado na internet. O vídeo estava postado no Youtube, uma rede social, onde o conteúdo postado é em vídeos.

Viviane é a mulher no vídeo flagrada tomando banho na lanchonete, e vai acionar a justiça. Para isso, seguiu um passo a passo recomendado por especialistas: gravou a cena em que apareceu na internet. Fez um boletim de ocorrência na delegacia. Depois procurou um advogado.

A mulher do vídeo onde foi flagrada tomando banho na lanchonete, quer processar também a empresa onde teriam sido gravadas as cenas, em nota, a lanchonete disse que desconhecia o vídeo e que não há comprovações de que a filmagem foi feita dentro da loja.

Com toda essa tecnologia disponível, telefones celulares com câmeras de vídeo poderosas, filmadoras, a facilidade de postar o vídeo na internet, você sai na rua e, de repente, alguém te filma. Quando você menos espera, sua imagem está circulando na internet. A frequência como isso tem acontecido tem assustado as autoridades e começa a gerar um debate, como se defender dessa invasão de privacidade?

No caso de Viviane, efetivamente ouve uma invasão de privacidade. As imagens divulgadas da maneira como foram é criminosa, argumenta o advogado de Viviane, José Beraldo.

O site que hospeda o vídeo não é responsabilizado se ele retira o material do ar assim que solicitado. Mas e quem continua disseminando o vídeo?

“Todo mundo que publicar algo não autorizado está sujeito a responder, civil e criminal”, diz a advogada em direito digital Patrícia Peck.

Limpar a reputação digital não é fácil.

O Vídeo flagra mulher tomando banho na lanchonete foi assistido por centenas de pessoas. “Eu vou descobrir quem é. A pessoa de alguma forma vai pagar pelo que fez porque isso não se faz com ninguém”, promete Viviane.