Instituições filantrópicas recebem doação de álcool glicerinado da Polícia Civil

28

Assessoria/Polícia Civil-MT

Na corrente do bem, cada elo ajuda a quem mais precisa. E nesta rede de auxílio para ajudar na prevenção ao coronavírus, a Polícia Civil de Mato Grosso procura também contribuir com quem está mais vulnerável. Nesta semana, a insituição fez a doação de álcool glicerinado 70% para instituições filantrópicas em Cuiabá, entre elas a Associação dos Amigos da Criança com Câncer (AACC-MT), o Instituto dos Cegos de Mato Grosso, Apae Cuiabá, Abrigo de Idosos Bom Jesus e Lar Casa da Mãe Joana.

A doação faz parte da contribuição que se estabeleceu em todo o estado, quando diversas empresas se uniram ao Governo do Estado para colaborar com a cessão de produtos que são extremamente necessários para a prevenção, como álcool, equipamentos de proteção individual, produtos de limpeza, entre outros, que foram destinados à forças de segurança pública, aos profissionais da saúde e também a pessoas que fazem parte de grupos de risco.

A Polícia Civil recebeu da Usina Safras, de Sorriso, álcool etílico e, com apoio de outros parceiros como a Fenabrave-MT, que doou glicerina, o álcool foi processado no laboratório do campus Bela Vista do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). A partir dessa rede de doações, servidores da Polícia Civil e instituições puderam ser beneficiadas.

“Empresas se uniram ao Governo de Mato Grosso, colaborando com essas doações de materiais imprescindíveis e conseguimos servir nossos policiais e também destinar parte do álcool a instituições que trabalham com grupos em situação de risco, como crianças, idosos, pessoas com deficiência”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, acrescentando que a parceria com o IFMT permitiu o processamento do álcool com produtos como a glicerina, que dá mais hidratação e o peróxido de hidrônio, com ação bactericida.

Instituição como a AACC, que não deixou, neste período, de atender crianças em tratamento de câncer, necessita de doações de produtos de limpeza e de higiene pessoal, além de alimentos. A coordenadora da Central de Doações da associação, Maria Helena Freire, afirma que o álcool doado será colocado em diversos pontos da casa para higienização de funcionários e das crianças. “As rotinas da casa necessitaram de mudanças, separamos a circulação dentro dos ambientes para garantir melhor prevenção. E o álcool e um os itens importantes, pois dependemos de doações, que reduziram em função do momento que vivemos. Mas continuamos trabalhando de casa, para sensibilizar quem pode nos auxiliar”.

A indicação das instituições a receber o álcool veio da primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, que organizou uma campanha para receber alimentos e materiais de higiene e limpeza que serão entregues a famílias em situação de vulnerabilidade. “Parabenizo a todos da Polícia Judiciária Civil, em nome do Delegado-geral Mário Dermerval, que gentilmente me procurou sabendo do trabalho social que já estamos desenvolvendo por meio da campanha Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus – para atendermos com a doação de álcool instituições que necessitam. Agradeço também a Usina Safras de Sorriso, que fez a doação de álcool etílico, processados pelo IFMT. Deus abençoe e proteja sempre nossos valorosos policiais civis, que também estão à frente de suas funções e ajudando neste momento tão difícil.

Com um público de atendimento em torno de 120 alunos, o Instituto dos Cegos de Mato Grosso, que funciona no bairro CPA 4, em Cuiabá, precisou suspender as atividades da instituição durante a quarentena. Mas, o auxílio aos alunos permanece sendo prestado pelo instituto, que levará o álcool a quem precisa. “O álcool é imprescindível para o trabalho junto aos nossos alunos na conscientização em torno da prevenção ao coronavírus”, disse a diretora administrativa do instituto, Alexssandra Pereira.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook