Gestores públicos: Porque alguns são competentes e honestos e outros são incompetentes e corruptos?

73

Existem gestores públicos que trabalham muito bem e realizam gestões exemplares e outros que são exemplos que não devem ser seguidos em hipótese alguma 

Exemplo de gestor corrupto e incompetente: Silval Barbosa [ex-governador, 2009, em substituição à Blairo Maggi e eleito para o período 2011 – 2014]. Realizou um governo corrupto e incompetente, sem sombras de duvidas, o pior governador da história de Mato Grosso. Muitos anos como deputado estadual e nunca fez nada relevante em favor da sociedade mato-grossense. Lutou para acabar com o DERMAT, não conseguiu, mas eleito governador com ajuda de Blairo Maggi, acabou com o Estado.

Ficou famoso nacional e mundialmente, pela vergonha que foram as roubalheiras na realização das obras para a Copa do Mundo de 2014 e apenas uma ou duas foram entregues, a grande maioria não foi terminada até aos dias atuais. Com destaque para o VLT, que já consumiu mais de R$ 1 bilhão de reais e não há nem previsão para seu término e continua sangrando o bolso do povo mato-grossense. Um câncer maligno, uma fratura exposta, quebrando a cidade ao meio, mostrando para o mundo todo, como os políticos corruptos podem ser nocivos para a sociedade pagadora de impostos.

[Imagem: globoesporte.com]

Por outro lado, além da Ponte Julio Muller, na cidade de Várzea Grande temos um belo exemplo de como gestores públicos podem e devem trabalhar, a administração da ex-cidade industrial do Estado sob o comando da atual prefeita Lucimar Campos. Quem não se lembra passados pouco tempo, do entra e sai de prefeitos [todos afastados pela justiça por corrupção] que fez Várzea Grande ser notícia negativa e até motivo de vergonha nacional.

De repente, quase por acaso, a senhora Lucimar Campos é empossada prefeita de Várzea Grande e, Cuiabá, Mato Grosso todo e Brasil está o show de honestidade e competência com que ela tem governador a cidade. Grandes investimentos, muitas melhorias, pagamento de servidores municipais pagos até com antecedência e dinheiro sobrando no caixa. Enquanto Mato Grosso teve o vergonhoso e corrupto [des]governo de Silval Barbosa, e o governo medíocre, incompetente e que produziu um dos maiores escândalos da história de Mato Grosso, A Grampolandia Pantaneira de Pedro [Pedrinho Malvadez] Taques e o atual governo, só de falácias, de mentiras e de perseguições aos funcionários estaduais, dois governos que sequer conseguiram terminar o Centro de Treinamento Oficial/COT do Parí que já consumiu mais de R$ 30 milhões e nem tem previsão de ser concluído, a prefeita de Várzea Grande com menos da metade desse montante, transformou o estádio municipal Vereador Dito Souza, que era pouco mais que um desses mini estádios que existem às centenas em Cuiabá, em um moderno, bonito e confortável estádio que será a casa do Operário Várzea-grandense em jogos oficiais, a partir deste dia 21 de janeiro.

É por coisas como as obras da Copa do Mundo de 2014, do Hospital Central [inacabado a mais de 30 anos], descaso com a preservação do Centro Histórico de Cuiabá que os moradores de Cuiabá e do resto de Mato Grosso deve ter um minimo de vergonha na cara e não votar em políticos com o nome envolvido em escândalos de roubos e corrupção e muito menos em apresentadores de rádio ou televisão que nunca fizeram nada relevante para a sociedade, que são eleitos apenas para receber os gordos salários e desfrutar de todas as mordomias pagas pelo povo.

Comentários Facebook