Futebol cuiabano enlutado: Faleceu hoje (17), Luís Carlos Beleza

271

O que foi um dos maiores nomes na história do futebol mato-grossense, que foi uma figura humana sensacional, nos deixou no dia de hoje

O ex-jogador Luiz Carlos Beleza que foi internado no Hospital São Mateus em estado grave, faleceu nesta terça-feira (17). Na madrugada de sexta-feira (13), o ex-lateral do Mixto na década de 70 e 80 sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e foi levado às pressas à unidade hospitalar. No hospital, Carlos Beleza ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até hoje.

Luís Carlos Beleza no time do Mixto Esporte Clube [Terceirotempo.com]

Considerado um dos melhores laterais de sua época, Beleza, mesmo já aposentado das quatro linhas, nunca deixou de vivenciar o futebol mato-grossense. Natural do Rio de Janeiro, o ex-jogador começou a carreira no Botafogo. Não teve oportunidades no time carioca e transferiu-se para a Caldense, de Poços de Caldas/MG, no ano de 1973 no mesmo ano trocou a Caldense  pelo  América  também  de  Minas Gerais,  onde sobressaiu-se num excelente time treinado pelo já falecido técnico Barbatana, que foi a sensação do Campeonato Brasileiro do ano de 1974 e que tinha em seu elenco jogadores como o goleiro Neneca, o meio de campo formado por Pedro  Omar, Juca Show e Edson, além de um ótimo ataque formado por Baiano, Dirceu Seixas, mais conhecido como Dirceu Belisquete e Cândido, Além Luís Carlos que foi um dos melhores lateral direito daquele campeonato e que quase ganhou a Bola de Prata da revista esportiva Placar.

Time da Associação Atlética Caldense, Minas Gerais [Terceiro Tempo.com]

Após o fim do Campeonato Brasileiro foi para o Santos Futebol Clube ser substituo de Carlos Alberto Torres, capitão da conquista histórica do tricampeonato mundial da Seleção Brasileira de 70, no México, que já se preparava para encerrar a carreia de jogador profissional. Sem espaço no time da Vila Belmiro, Luiz Carlos Beleza jogou o ano de 1974 no Clube Atlético Juventus da capital, São Paulo e no começo do ano de 1975 veio jogar no Mixto, onde fez história sendo um dos mais queridos jogadores da época, fixando residência na capital mato-grossense. Após encerrar a carreira de atleta profissional de futebol, tornou-se Oficial de Justiça no Tribunal de Justiça de Mato Grosso/TJMT.

Luís Carlos Beleza no time do Santos Futebol Clube [Terceirotempo.com]

Devido a sua passagem pelo Santos, Beleza sempre fez questão de destacar que ele atuou ao lado do rei do futebol, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. “São poucos os jogadores que jogaram ao lado do rei. Eu tive e sou honrado de ter jogado ao lado do Pelé”, disse Beleza, sempre com jeito despojado, em entrevista para o jornal A Gazeta. Na época em que atuou no Santos de Pelé, dava autógrafos assinando o nome de Pelé “Para ver se descolava uma gatinha. Alguma podia acreditar né“, contou Pelé em uma entrevista para a revista esportiva Placar no ano de 1974.

Até o fechamento desta matéria, ainda não havia sido confirmado onde o corpo de Luís Carlos Beleza será velado ou o local de sepultamento.

Comentários Facebook