Foragido da Justiça por crime de violência doméstica é preso em boate de Aripuanã

55


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um foragido da Comarca de Juína (735 km a noroeste de Cuiabá) pela prática de crimes de violência doméstica e familiar foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (23.10), em uma casa noturna no município de Aripuanã (1.002 km a noroeste da capital).

O procurado de 40 anos estava com mandado de prisão preventiva decretado depois de ameaçar a ex-companheira de morte e atear fogo na casa dela no bairro Padre Duílio, no dia 13 de maio de 2019, em Juína.

No dia, o agressor foi até a casa da ex-namorada e fez ameaças de morte. Na ocasião, a mãe dela decidiu dormir na casa de uma vizinha, porém, de madrugada a residência e todos os pertences das vítimas foram destruídos por um incêndio provocado. No local foram apreendidos um galão com gasolina e uma motocicleta.

O inquérito policial instaurado pela Polícia Civil de Juína para apurar o crime foi concluído e encaminhado à Justiça, com o pedido de representação de prisão preventiva em desfavor do investigado. Desde então, o investigado que já tinha condenação por dupla tentativa de homicídio cometida em Juína, não foi mais localizado.

Durante uma investigação na cidade de Aripuanã, policiais civis seguiiam para o distrito de Conselvan, quando passaram em frente a uma casa noturna e avistaram o homem, que foi reconhecido pela equipe.

Ao perceber a presença dos investigadores, o forgaido tentou escapar para dentro de um dos quartos da boate, mas acabou detido pelos policiais civis. Ao ser abordado foi realizada a checagem e constatada a ordem judicial de prisão em aberta.

Ele foi conduzido à delegacia para o cumprimento do mandado de prisão, e posteriormente levado para o Centro de Detenção Provisória de Juína, one está à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook