Filho de vereador por Várzea Grande é executado no Jardim Cuiabá

57
Personal trainer Danilo Campos, assassinado no Jardim Cuiabá. [Olhar Direto]

Vereador Nilo Campos, de Várzea Grande, disse que perdeu a joia mais preciosa da sua vida

Estou desorientado. Meu único filho morreu. Era a joia mais preciosa da minha vida”. Essas foram as palavras ditas com voz embargada o vereador por Várzea Grande, Nilo Campos (DEM), ao lembrar que a notícia da morte do filho, o personal trainer Danilo Campos, de 29 anos, não é um sonho e virou o maior pesadelo da família.

Danilo foi executado com cinco tiros na noite de quarta-feira (08), no bairro Jardim Cuiabá, próximo de uma distribuidora de bebidas na rua Ramiro de Noronha.

Em depoimento, algumas testemunhas contaram que a vítima foi abordada por dois rapazes em uma motocicleta. O caso foi registrado por volta das 22h. O jovem trabalhava em uma das unidades da Smart Fit.

Durante entrevista ao DIÁRIO, o vereador lembrou que ficou sabendo do caso quando saia da sessão plenária da Câmara de Vereadores de Várzea Grande. Por telefone, a esposa ligou e comunicou que o filho havia sido baleado, porém, não imaginou que estivesse morto.

Pensei que poderia oferecer socorro ou ajuda. Mas, as testemunhas falaram que não deu tempo nem dele ser socorrido. Morreu no local do crime. Estou chocado porque esse menino só trabalhava e pensava no futuro. Ele nunca fez nada de mal para ninguém. A família e a comunidade próximo a Cohab Santa Isabel onde morávamos, todo mundo amava ele. Sem explicação para uma criminalidade como esta. Espero que os culpados sejam julgados pela Justiça”, lamentou.

Até a tarde de ontem, o vereador afirmou que ainda não tinha procurado a Polícia Civil ou Militar para saber novidades do caso, já que a quinta-feira foi o dia mais tenso de sua vida.

Eu e minha esposa ficamos o dia todo na funerária correndo atrás dos papéis para que o corpo fosse liberado e conseguir velar ele. Estamos tentando ser forte, mas não sabemos se vamos ter condições psicológicas para ver o corpo do Danilo chegando em um caixão. Neste momento, a única coisa que pedimos é conforto e intercessões dos colegas, amigos e pessoas que solidarizam com nossa situação para que possamos suportar essa dor que aperta profundamente meu coração”, desabafou.

Ainda durante a entrevista, o vereador contou que Danilo namorava uma jovem há quase dois meses, que morava perto da casa deles. “O namoro era recente, mas os dois se amavam tanto que já vimos com planos de casamento. No entanto, isso foi infelizmente impedido”, finalizou.

O CASO – Conforme o boletim de ocorrência, Danilo estava em um carro Honda Civic e teria reduzido a velocidade para passar sobre o quebra-molas. Neste momento, a dupla aproveitou para fechar o carro dele.

Testemunhas ainda contaram que ouviram a vítima pedindo que não o matasse. Mas, o suspeito que estava na garupa sacou a arma da cintura e disparou por cinco vezes.

O caso será investigado pela delegada Alana Cardoso, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).  [RAYANE ALVES, para o jornal Diário de Cuiabá]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here