Emanuel aprova na Câmara ‘bomba de efeito retardado’ e dá calote previdenciário em mais de R$ 56 milhões aos servidores

50

Aproveitando a ‘onda’ da Pandemia na aprovação de projetos nada republicanos, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro(DEM) conseguiu o que já era previsível, aprovar na sessão de terça feira, 28, na Câmara de Cuiabá, a reforma da previdência, e a não contribuição previdenciária patronal de fevereiro a novembro deste ano, por parte da Prefeitura.

O valor ultrapassa R$ 56 milhões para o Fundo previdenciário na Cuiabá Prev. É uma ‘bomba de efeito retardado’ que vai prejudicar os servidores aposentados e os ativos da Prefeitura de Cuiabá. Foram 14 a favor e 09 contra.

Nos salários dos servidores do município de Cuiabá são descontados 11% dos salários dos servidores para a previdência.

Comentários Facebook