Corinthians contrata quatro do Arsenal

596

JUNIOR MARTINS
Especial para o Diário de Cuiabá

O Corinthians Steamrollers contrata quatro ex-atletas do Cuiabá Arsenal para a disputa do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, a Superliga Nacional, que ocorre no sábado, dia 9 de julho, na Arena Pantanal justamente contra o Cuiabá Arsenal. Andrei Vargas, o “Bio”, Donaldo Antônio Junior, o “Tukura”, Leonardo Goulart, o “Kong” e Matias Stocco, o “Chico”, todos veteranos da linha de defesa do clube cuiabano.

Os ingressos para o jogo de sábado na Arena, estão com pontos de venda nas livrarias Janina, Doctor Feet Goiabeiras, exposição Cuiabá Arsenal no Shopping Pantanal, Japidinho da Getúlio Vargas e pelo site MT Ingressos.

De acordo com o presidente do Cuiabá Arsenal, Paulo Cesar Machado, as contratações são cada vez mais comuns no mundo da bola oval. Segundo ele, como é uma modalidade que cresce ano a ano e está no limiar entre o esporte amador e profissional, é cada vez mais popular ver troca de planteis entre os times. E cita a contratação do wide receiver do Arsenal, Heron Azevedo, no ano passado, pelo João Pessoa Espectros, clube nordestino de João Pessoa (PB).

Bio, Tukura, Kong e Chico são excelentes jogadores que auxiliaram nas conquistas de vários títulos pelo Arsenal. Inclusive, Bio, Tukura e Kong fizeram parte da recente vitória no estadual mato-grossense. Jogaram a competição, mas ainda não haviam firmado compromisso para o Brasileiro. Já o Chico parou de jogar em 2014, por conta de uma lesão. Ele estava parado, mas fez parte dos principais títulos do Arsenal, os brasileiros de 2010 e 2012. Todos farão falta, mas temos atletas capazes de substituí-los”, diz Paulo.

Para o presidente do Corinthians Steamrollers, Ricardo Trigo, a equipe paulista, conhecida pela própria torcida como “rolo compressor”, tem seis bons linhas de defesa, mas não podia desperdiçar a chance de contar com esses quatro jogadores de grande experiência. Segundo ele, as contratações sempre vão ocorrer, servem para oxigenar o roster dos clubes e desestabilizar as previsões de resultados. Pois contratações podem pender a balança para um lado ou outro.

Comentários Facebook