Cientes da pressão, jogadores do CRB miram bom resultado contra o Ceará

525
CRB embarque (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)CRB embarcou na tarde desta quinta-feira (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)

A pressão por um bom resultado é um pensamento unânime dentro do grupo
do CRB. São quatro rodadas sem vitórias, algo que permitiu a aproximação
dos adversários e põe em questão a real qualidade do elenco regatiano. O
comportamento nos jogos passados não caiu bem aos olhos da crítica, mas
em um campeonato de etapas, o Galo terá chances para se
recuperar e seguir com a campanha que impressionou no primeiro turno da Segundona. 

Marcos Martins CRB (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Marcos Martins é opção para o técnico Mazola Júnior (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)

O confronto diante do Ceará,
nesta sexta-feira, às 21h30, na Arena Castelão, é tido como essencial
para a recuperação. Um adversário direto na briga pelo acesso à Série A
e, para os jogadores do CRB, um duelo para reforçar a confiança e
aliviar a pressão. 
 
– As outras equipes estão
vendo que temos condições de chegar. O torcedor também acredita que temos
condições, então a pressão é maior. Na verdade o clube acostumou a todos
de acordo com uma forma e quando o time caí de produção é claro que
todo mundo vai criticar. No entanto não creio que seja hora para
criticas, nossa equipe é muito boa, é um time que mostrou que cresce e
agora vamos em busca dessa vitória – disse o lateral-direito Marcos
Martins. 

A
derrota do Londrina e do Brasil de Pelotas, na terça-feira, deixou o CRB
no G-4 independentemente do resultado diante dos cearenses, mas para o
lateral Diego essa é uma oportunidade para se distanciar dos rivais e
recuperar a confiança perdida nas últimas partidas. 


Sabemos da nossa qualidade e também sabemos que estamos devendo devido a
alguns jogos. Porém a qualidade não vence todos os jogos, precisamos se
algo a mais e foi isso que nos colocou dentro do G-4. Não estávamos
fazendo isso nos últimos quatro jogos, não vencemos e com isso vamos
fazer de tudo para que recuperemos esse foco que perdemos o mais rápido
possível e que nessa a gente conquiste o nosso objetivo e os três pontos
– ressaltou. 

* Jota Rufino colaborou.

Comentários Facebook