Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

89

 

Se a saudade do torcedor estava grande, a partida desta sexta-feira (20), contra o Sampaio Corrêa, serviu para compensar os 10 dias sem jogo do Verdão. Na casa do adversário – vice-líder da Série B – a Chapecoense venceu por 3 a 1 e se isolou, ainda mais, na liderança da competição, abrindo dez pontos do segundo colocado. E o embate foi eletrizante,  com todos os elementos que uma grande partida exige: uma virada heroica e o brilho da estrela de Umberto Louzer, que colocou em campo, na etapa complementar, Alan Santos e Mike, que marcaram o segundo e o terceiro gol e fecharam a conta aberta pelo artilheiro Anselmo Ramon.

A partida: 

O início de partida foi favorável ao Sampaio Corrêa que, nos seus domínios, teve maior posse de bola e controle das ações do jogo. Com dificuldade para sair jogando e para encontrar espaços na defesa adversária, a Chape viu, aos 32, um pênalti ser anotado para o time maranhense, que converteu com Caio Dantas – artilheiro da Série B – e abriu o placar. O Verdão, no entanto, não se abateu ou intimidou, e ainda no primeiro tempo buscou a igualdade no marcador: aos 46, Busanello cruzou e Anselmo Ramon cabeceou no contrapé do goleiro, sem chance de defesa.

  Botafogo – SP supera jejum de 7 jogos sem ganhar, sai do rebaixamento e vence Oeste

 

O gol no final da primeira etapa animou a equipe alviverde para o segundo tempo e, com apenas 16 minutos, o Verdão assumiu a vantagem no duelo. E o gol da virada foi com a marca da superação: Alan Santos – que havia acabado de entrar em campo e fazia o seu segundo jogo após nove meses afastado dos gramados por conta de lesão – apareceu na pequena área para empurrar, com o joelho, para o fundo da rede. Na sequência, aos 30, para ampliar a vantagem e confirmar a flechada, foi a vez de Mike marcar o seu primeiro gol com a camisa verde e branca. O camisa 17 recebeu, na medida, do meia Denner – que também havia acabado de ingressar no jogo – e sacramentou a vitória.

Palavra do comandante:

Após a vitória, o técnico Umberto Louzer falou sobre a dificuldade do confronto e valorizou a mudança de postura da equipe para o segundo tempo. “Demoramos para nos adaptar, jogar aqui contra o Sampaio Corrêa é muito difícil. Sem querer colocar desculpa, mas o gramado é muito pesado, mais fofo do que a gente é acostumado a jogar. Conversamos isso com os atletas no intervalo e tivemos que mudar o nosso comportamento também. (…) No segundo tempo fomos mais agressivos e quando tivemos a bola não demos de graça para o adversário”.

  CRB atropela o Operário e vence de 4 a 1

 

Próxima partida:

O próximo compromisso do Verdão é na terça-feira (24), na Arena Condá. Às 21h30, a Chape recebe o Cruzeiro em partida válida pela 23ª rodada da Série B.

Comentários Facebook