Campeonato Brasileiro de 1987: 30 anos depois Flamengo perde ação final na justiça

739
Depois de 30 anos STF confirma o Sport Recife como CAMPEÃO BRASILEIRO de 1987. [Foto: jornal Lance]

STF (Superior Tribunal Federal) negou recurso do Flamengo e confirma Sport Recife como da Taça das Bolinhas

FOLHAPRESS – São Paulo: O Sport Clube Recife é o único vencedor do Campeonato Brasileiro de 1987. É o que confirmou a 1ª Turma do STF no dia 05 de dezembro, após recusar recurso apresentado pelo Flamengo no mês de outubro.

Em seção realizada no inicio da tarde de terça-feira (05.12), em Brasília, o clube carioca foi multado e terá que pagar ao Sport 2% do valor da causa.

Votaram a favor do Sport os ministros Marcos Aurélio Mello (Relator do processo), Rosa Weber e Alexandre de Moraes. Luiz Roberto Barroso não esteve presente na seção.

Em 10 de abril deste ano, o STF indeferiu o agravo regimental do recurso extraordinário do Flamengo. O clube do Rio do Janeiro apresentou recurso reivindicando a conquista ao STF e, assim como aconteceu em 4 de março de 2016, mais uma vez acabou derrotado no STF. A decisão foi tomada pela 1ª Turma do Supremo, por três votos a favor e um contra.

Time  do  Spot  Clube  Recife  declarado  pelo  Supremo  Tribunal  Federal  como  legítimo  campeão brasileiro de 1987. [Divulgação]

Com a decisão, o São Paulo deve ficar com a taça das bolinhas, apelido dado ao troféu da Copa Brasil, criado para premiar a 1ª equipe que vencesse o campeonato brasileiro três vezes seguidas ou cinco alternadas a partir de 1975. O Tricolor Paulista conseguiu o feito em 2007 (cinco vezes alternadas).

Se o Flamengo fosse escolhido campeão nacional em 1987, teria o direito de ficar com o troféu, que é guardado em uma agência da Caixa Econômica Federal na capital paulista.

Naquela edição do campeonato nacional, o Sport venceu o Módulo Amarelo [considerado como 2ª Divisão do futebol brasileiro] da Copa União [como foi chamado o Campeonato Brasileiro] de 1987 e, junto com o Guarani, deveria disputar um quadrangular contra Flamengo e Internacional para definir os dois classificados para a Taça Libertadores. O Flamengo, campeão do Módulo Verde, que envolvia os times da 1ª Divisão, e o Inter, vice-campeão se recusaram.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) determinou então que Sport e Guarani disputassem uma partida extra, vencida pelo rubro negro pernambucano e foi nomeado Campeão Brasileiro e nasceu aí, uma batalha jurídica que levou 30 anos para ser resolvida.

Comentários Facebook