Atlético-MG vence o Botafogo pela 23ª rodada do Brasileirão

87

 

Em um dos duelos desta quarta-feira (25) que abriram a 23ª rodada do Brasileirão Assaí, o líder Atlético-MG bateu o Botafogo no Mineirão por 2 a 1 e voltou a vencer após dois jogos. Eduardo Sasha e Savarino marcaram para o Galo em Belo Horizonte (MG), e Marcelo Benevenuto diminuiu para o Glorioso. Agora, a equipe mineira tem 42 pontos, três a mais que o segundo colocado Flamengo. Os cariocas seguem no penúltimo lugar, com 20. Veja como foi o confronto:

O Atlético buscou o ataque desde o início do jogo. No entanto, o Botafogo teve as duas primeiras chances: a primeira saiu em finalização fraca de Pedro Raul, logo no minuto inicial. Aos cinco, Rafael Forster obrigou o goleiro Rafael a fazer grande defesa, mas o volante estava impedido. Porém, o Galo não se assustou, manteve o ímpeto e conseguiu abrir o placar aos 16: Keno recebeu na esquerda e cruzou de três dedos para Savarino, que mandou para a rede. Na sequência, o time mineiro não ameaçou tanto. O único lance de perigo aconteceu aos 32, em escanteio fechado de Hyoran que quase terminou em gol olímpico. Por outro lado, o Glorioso não finalizou novamente até o intervalo.

  Fluminense vence o Coritiba de goleada por 4 a 0 e chega a 17 pontos

 

Mas se o primeiro tempo acabou morno, o segundo começou fervendo. Aos quatro minutos, Savarino recebeu na direita e cruzou para Eduardo Sasha, que testou no ângulo direito de Diego Cavalieri e ampliou o placar para o Galo. O Botafogo reagiu aos sete: Marcinho bateu escanteio na cabeça de Marcelo Benevenuto, que mandou para a rede e diminuiu.

O time da casa voltou a ameaçar aos 12, em chute de Savarino salvo pelo arqueiro botafoguense. Do lado do Glorioso, a bola parada foi arma outra vez aos 22, em cobrança de falta de Marcinho defendida por Rafael. A maré não estava boa para o jogador do Botafogo: aos 31, ele ficou no mano a mano com Keno pela ponta e acabou cometendo pênalti. O próprio Keno bateu, mas Diego Cavalieri pulou no canto esquerdo e pegou sem dar rebote. Na reta final, os cariocas tentaram ir mais ao ataque, mas só conseguiram chegar aos 46, em finalização de Matheus Nascimento por cima do gol. Pouco ameaçado, o Atlético manteve o placar e saiu com a vitória.

  Internacional não supera o Corinthians e perde de 1 a 0

 

Comentários Facebook