Aecim Tocantins sedia nesta sexta, congresso técnico do Peladão 2022

53

 

O maior campeonato de futebol amador do Brasil vai reunir 496 equipes de MT

Robson Fraga

Está marcada para esta sexta-feira (15), a abertura do Congresso Técnico do campeonato de futebol amador Peladão. A competição vai reunir 496 equipes, das quais 256 de Cuiabá e 128 de Várzea Grande. O encontro acontece no ginásio poliesportivo Aecim Tocantins, em Cuiabá, às 19h.

O congresso vai definir o sistema de gerenciamento da competição que começa no dia 30 de julho em Cuiabá e Várzea Grande e no dia 6 de agosto no interior do estado. Esta é a 12ª edição dos jogos que tiveram início em Cuiabá no ano de 2006. Este ano uma novidade: equipes de Dom Aqui e Campo Verde vão participar da competição.

“O Peladão foi inspirado num campeonato amador que existia em Manaus. Na época, o deputado estadual Wilson Santos (PSD) era prefeito de Cuiabá e abraçou a ideia de promover esta competição que hoje reúne quase 500 times de futebol amador da capital e do interior de Mato grosso”, explicou o coordenador do campeonato, Poli Kiesque.

Os jogos serão realizados em campos e mini estádios de 20 municípios mato-grossenses. O sistema é mata-mata. Ou seja, permanece na competição quem vence o jogo. No caso de empate, decisão por pênaltis.

De acordo com Poli Kiesque, o campeão de 2022 deve ser conhecido no dia 17 de dezembro, véspera da final da Copa do Mundo.

“Como são muitas equipes, decidimos pelo sistema mata-mata, onde permanece no campeonato quem vence a partida. A previsão é de que o Peladão seja concluído em no máximo três meses, antes da final da Copa do Mundo”.

As quatro melhores equipes do campeonato serão premiadas. A campeã leva pra casa um automóvel Fiat Toro ; a vice fatura um Fiat Uno Way e a terceira colocada uma moto Honda 160 CG. A quarta colocada vai receber R$ 5 mil. Vale ressaltar que os automóveis são ano 2020 e que todas as equipes vão ganhar uma bola oficial.

“Os carros são 2020 porque foram comprados para o Peladão que aconteceria naquele ano e que não existiu por causa da pandemia do coronavírus (Covid-19). Porém, são todos 0 km; nunca foram usados. São prêmios valiosos e que vão ajudar bastante as equipes do futebol amador do nosso estado”, explicou Poli.

“Esperamos que esta seja uma grande competição com jogos limpos, bem disputados e livres de violência. O Peladão é uma competição onde a família mato-grossense está presente nos campos de futebol. Que tenhamos uma bela competição e que vença a melhor equipe”, completou.

Comentários Facebook