Ação integrada leva informações e amparo a mulheres que tiveram medidas protetivas descumpridas

102


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil e parceiros iniciaram nesta quinta-feira (25.02), em Cuiabá, a Operação Empática com o objetivo de levar amparo social e atenção a mulheres vítimas de violência doméstica. O trabalho é realizado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher da Capital (DEDM) em parceria com a Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar e o Espaço da Mulher do Hospital Municipal de Cuiabá.

O trabalho integrado e de cunho preventivo realizou visitas domiciliares a vítimas desse tipo de violência doméstica e que já possuem registros de ocorrências, especialmente aquelas que sofreram o descumprimento de medidas protetivas por parte dos agressores. 

Durante os encontros realizados, com o apoio da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher de Cuiabá, foi possível formar uma equipe multidisciplinar levando acolhimento e informações e realizando encaminhamentos e proteção às vítimas de violência doméstica. 

Conforme a delegada titular da DEDM de Cuiabpa Jozirlethe Criveletto, com uma visão preventiva e atuante a unidade especializada vem adotando a distribuição imediata de todos os registros de ocorrências relativos ao descumprimento de medidas protetivas, conforme a Lei 13641/18 que incluiu o art. 24-A na Lei 11340/06.

“Este ano, visando aprimorar a prevenção ao feminicídio, a nossa unidade especializada constou no seu Planejamento para 2021, as operações Pró-Empáticas, que são realizadas no formato das visitas domiciliares às vítimas com casos de descumprimento de medidas praticados pelos autores”, explicou a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook